Por que devo blindar o meu carro?

Tempo de leitura: 3 minutos

Você está parado no trânsito, aguardando o semáforo abrir. De repente, alguém bate com o cano do revólver no vidro do seu carro. Pode ser assalto, sequestro relâmpago ou roubo do veículo. Em fração de segundos o bandido começa a atirar e você acorda, assustado, com o barulho dos vidros sendo estilhaçados. Era apenas um sonho, mas e se fosse verdade? Para não dar sorte ao azar, que tal investir em blindagem?

Segundo o Fórum Brasileiro de Segurança Pública, em 2016, o Brasil teve média de um roubo ou furto de veículo por minuto, um total de 557 mil apenas no ano retrasado. Se formos considerar a soma de furtos e roubos de veículos proporcionalmente à frota de cada Estado, o Rio de Janeiro é campeão, com uma taxa de 916,7 crimes do tipo por 100 mil carros. A cidade de São Paulo, no caso, ocupa o terceiro lugar nesse tipo de crime, proporcionalmente ao tamanho da frota.

Diante dos dados mencionados acima, é essencial investir em segurança em um País o qual a violência cresce constantemente. Uma das formas mais indicadas para evitar a sensação de medo e insegurança é a blindagem. Neste artigo, você vai conhecer outras razões para blindar o seu carro. Acompanhe!

Sensação de proteção

Esta é a primeira razão entre as principais de blindar o carro. A prova disso é que, em 20 anos, a frota de veículos blindados passou de 388 para 160 mil veículos, tornando o Brasil o líder do mercado de blindagem de carros, ultrapassando México e Estados Unidos. Além de ser uma forma de proteger o patrimônio, a blindagem protege algo muito importante: a vida. Conheça os níveis de proteção no Brasil:

  • Nível I: Menor nível de proteção. É resistente à disparos de calibre 22 e 38;
  • Nível II: Resiste à armas de calibre 9mm e Magnum 357;
  • Nível III-A: É o tipo de blindagem mais procurada no mercado brasileiro. Possui proteção no maior grau disponível para uso civil. Protege o condutor de disparos de armas, como pistolas, espingardas e submetralhadoras.

Desempenho não é afetado

Dizia-se muito, antigamente, que o carro blindado ficava pesado. Isso ocorria porque o aço era muito utilizado. No entanto, essa informação não é mais verdade, pois 85% do material usado é a aramida, que é extremamente leve e tem de cinco a sete vezes mais resistência do que o aço na sua proporcionalidade.

Devido a tecnologia, atualmente, não há mais impacto na motorização e suspensão do carro. No entanto, o que pode ocorrer, um pouco mais, é o desgaste do freio, pois o veículo fica mais pesado – aumento de, em média, duas pessoas, distribuídas, no veículo.

Garantia do serviço

A garantia do carro blindado costuma ser de cinco anos, porém, é ideal que o proprietário do veículo leve-o até a blindadora para a revisão, que ocorre a cada seis meses. Além disso, é preciso que alguns cuidados sejam tomados, como:

  • Manter o carro na sombra;
  • Fechar a porta com os vidros fechados;
  • Não colar adesivos, pois corre o risco de ter uma delaminação.

Transparência é essencial

Para garantir que o cliente se sinta confortável com o processo de blindagem, todas as etapas são explicadas previamente e registradas durante a realização do serviço. Na Target, o carro é pesado assim que chega e ao final da blindagem. Uma forma de mostrar ao proprietário que não houve grandes alterações no veículo.

Depois de todas as razões que mencionados, há dúvidas sobre a importância de blindar o carro? Responda nos comentários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *